4 lições depois do COVID-19: Toda empresa precisa aprender!

Mais de 100 dias de pandemia e a única certeza é que ainda levaremos muitas lições para nossas empresas, visto que a data para o término de tudo isso é incerta. Apesar de ainda estarmos atravessando esse período histórico e delicado, se pararmos para pensar, alguns pontos já ficaram bem claros para nós.

 Vamos observar juntos, 4 lições que a pandemia trouxe para as organizações:

  1. A transformação digital não é mais tendência, e sim necessidade de ser acelerada.

Há tempos que a transformação digital é pauta de discussões e como muitas empresas ainda possuem receio de inovar quando se fala de tecnologia. Alguns setores como entretenimento, educação e muitos outros, já estavam nesse processo, porém, a pandemia evidenciou a necessidade de aplicar novas tecnologias.

Escolas e universidades por exemplo, correram contra o tempo para se adaptarem ao EAD e continuarem com a excelência na entrega dos conteúdos. Empresas que postergaram a decisão de aplicar novas tecnologias foram fortemente afetadas pela falta de disponibilidade dos seus serviços ou até mesmo, de funcionários, visto que não estavam preparadas para darem continuidade nos processos mesmo fora do espaço físico.

  1. Mudanças podem ser por decisão própria ou por força de consequências

Empresas que vêm avançando em novas infraestruturas e medidas de segurança digital, começaram a ver, mais do que nunca, os benefícios e vantagens desse tipo de investimento. Entender que os colaboradores precisam ter acesso de qualquer lugar aos recursos da empresa e de forma segura, foi um passo muito importante de preparação para um tempo inesperado como o que estamos vivendo.

Ter uma visão fora da curva e sempre à frente do tempo, é uma característica importante que percebemos que as organizações precisam ter. Dessa forma, ainda que o que não esperamos aconteça  nossas empresas estarão sempre prontas e preparadas sem que os resultados sejam afetados.

  1. A segurança não pode ter limite físico

Por mais que a segurança digital tenha se tornado uma das principais pautas de reuniões, proteger dados e informações pensando apenas no funcionário dentro da estrutura física da empresa, é um grande risco de vulnerabilidade para ataques cibernéticos.

Com o home office em alta e a quantidade de organizações que pensam em aderir definitivamente esse modelo de trabalho, é necessário que novas soluções de proteção sejam aplicadas, visto que agora, as informações serão acessadas de máquinas ou redes não corporativas.

  1. Estamos em isolamento, mas as ameaças digitais não

Ataques através de phishing, malware e ransomware ganharam ainda mais força. O Brasil em tempos de pandemia, se tornou líder de casos de ransomware segundo pesquisas da Kaspersky. Novos domínios falsos, páginas falsas de promoções de álcool gel ou produtos de mercado, por exemplo, foram as principais ferramentas utilizadas pelos cibercriminosos.

Aplicar soluções cada vez mais fortes e inteligentes que detectam ameaças vindas de diversas fontes, não é mais privilégio, mas obrigatoriedade para quem quer garantir a segurança avançada e continuidade dos seus negócios. Além disso, educar os colaboradores sobre boas práticas de segurança também é crucial, ainda mais fora do escritório, já que os profissionais de TI não estão lado a lado fisicamente.

Quando paramos para pensar que crise também é oportunidade, vemos que no meio de tanta turbulência, pudemos aprender lições que são capazes de transformar nossa forma de ver a flexibilidade para adaptações às mudanças repentinas, por exemplo. Devemos estar sempre atentos às projeções e tendências do mercado, e com os pensamentos e ações inclinados para o futuro (seja o que planejamos, seja o que nos pega de surpresa).

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a Newsletter
Mantenha-se informado com as principais dicas de tecnologia para a sua empresa.